© 2017 por Sara Marques dos Santos. Orgulhosamente criado por JLDesign

  • b-facebook

Por Ti Q

by Sara Marques dos Santos

COMO POSSO AJUDAR FAMÍLIAS DE CRIANÇAS COM PARALISIA CEREBRAL

29.10.2017

Talvez seja o momento de perguntar: o que posso fazer para ajudar as crianças e as famílias de crianças com paralisia cerebral?

 

Cartaz na Casa do Tejo 20.10.2017


Ao contrário das famílias sem estas crianças, nós somos pais a tempo inteiro. Não existem cuidadores como existem babysitters, avós, vizinhas, empregadas. Não há pessoas qualificadas para tomarem conta delas na nossa ausência. E muitas vezes, o problema começa desde logo por ninguém querer... Por isso, muitas mães, como eu, deixam a sua vida profissional para poderem acompanhar os seus filhos, deixam de ter vida social e pessoal.

 

As crianças com paralisia cerebral tendem a acordar e chorar todas as noites, inúmeras vezes; os pais não podem sair de casa para almoçar fora ou passear porque estas crianças estão doentes com muita regularidade e não podem apanhar diferenças de temperatura; algumas destas crianças têm uma irritabilidade tão grande que lhes é difícil tolerar viagens de carro ou saídas para locais com muitos estímulos (como a praia, centros comerciais, parques infantis). Existem crianças totalmente dependentes de máquinas, que ninguém está capacitado para tratar delas. Estes são só alguns exemplos das dificuldades.

 

Então, uma das formas que pode ajudar é

 

CONTRIBUIR PARA O DESCANSO DOS CUIDADORES.

 

A Casa do Tejo, pertencente à Associação de Paralisia Cerebral de Lisboa (APCL) está disponível para isso mesmo:

* permite que as crianças fiquem na Casa do Tejo, enquanto os pais descansam ou em situações que os pais precisam (por exemplo porque um dos pais vai fazer uma cirurgia, tem uma viajem, etc.),

* ou quando crianças de fora de Lisboa vêm a consultas ou tratamentos de reabilitação intensivos, toda a família pode ficar alojada na Casa.

Só que é preciso pagar os custos de ter uma casa aberta com todas as condições, máquinas e cuidadores disponíveis, 24h.

 

E como pode ajudar?

 

APADRINHE UMA FAMÍLIA!

 

E faz o bem! Para muitas empresas, este valor é irrisório. E para muitas famílias, é um bem imaterial (que é o descanso, a felicidade e a tranquilidade) que fica e nunca será esquecido.

 

Basta enviar um e-mail para anabela.mar.goncalves@gmail.com e informe que pretende apadrinhar uma família e receberá todas as informações.

 

Pode saber mais sobre a Casa do Tejo, guie-se pela visita do Presidente da República, Prof. Marcelo Rebelo de Sousa.

Veja o vídeo aqui.

 

 

Para quem quer saber mais sobre o dia-a-dia de 2 famílias sem apoio, pode ver este vídeo da RTP 1.

Veja o vídeo aqui.

 

Espero, do fundo do coração, com este post, chegar a quem possa ajudar. Partilhe esta ideia, partilhe esta causa para que as famílias de crianças com paralisia cerebral possam beneficiar.

PORQUE TODOS SOMOS IGUAIS E TODOS TEMOS DIREITO AO DESCANSO.

 

Sara *

 

Partilhar no Facebook
Please reload

SOBRE MIM

Sou a Sara, mãe do Quico, um miúdo lindo, com paralisia cerebral grave, uma ESTRELINHA na vida de quem o conhece. Mãe de mais dois filhos, também lindos, e dona de uma família linda.

Este é um blogue que se destina a mostrar a realidade duma família que vive de mãos dadas com a paralisia cerebral e que quer tornar o mundo um lugar melhor para quem vive a nossa realidade.

LEIA MAIS SOBRE NÓS >

SIGA-NOS

POSTS RECENTES

  • Black Facebook Icon

07.05.2018

Please reload

CATEGORIAS

CATEGORIAS